Supervisão para psicólogos e estagiários


supervisão em psicologia
Supervisão em psicologia



A supervisão clinica é uma oportunidade para que o psicólogo possa enriquecer seu atendimento através da troca de experiências com um profissional qualificado para tal.  
A supervisão tira o psicólogo do isolamento ampliando suas possibilidades e capacitações. Oferece maior segurança e aperfeiçoamento  profissional, possibilitando maior ajuda a seus pacientes.
A supervisão constitui-se da oportunidade de sanar dúvidas sobre as técnicas terapêuticas indicadas para cada caso, refletir sobre o vínculo terapêutico com seus pacientes inclusive quanto ao impacto que cada paciente causa no psicólogo que o atende. 

 
Supervisão em psicanálise
Supervisão em psicanálise

Os psicólogos desta clinica oferecem supervisão nas abordagens:

- Psicologia clinica
- Terapia Cognitiva Comportamental
- Neuropsicologia
- Análise do comportamento
- Junguiana
- Sistêmica
- Psicodrama
- Orientação para trabalhos de pós graduação e monografias.

Supervisão em terapia cognitiva comportamental
Supervisão em terapia cognitiva comportamental



A Supervisão é destinada à :
- Psicólogos – Ajuda em momentos difíceis
- Estagiários em psicologia – Formação de psicólogo clinico
- Recém formados em psicologia – Iniciação ao trabalho de psicoterapeuta.

Trabalhos realizados na supervisão:
- Discussão de casos clínicos,
- Feedback sobre o desempenho,
- Exploração de novas hipóteses de conceitualização dos casos 
- Treino de competências psicoterapêuticas.

Supervisão para psicoterapia infantil
Supervisão para psicoterapia infantil





Marisa de Abreu Alves Psicóloga - CRP 06/29493-5

Informações e valores com psicoterapeuta Aqui
Escolha seu psicólogo Aqui
Agende sua consulta com psicólogo Aqui

Sexo em lugares proibidos pelo ponto de vista de uma psicóloga


Entrevista cedida pela psicóloga Selma Alves para Revista Glamour


Por que é bom e excitante fazer sexo em lugares proibidos?

Algumas pessoas sentem forte ativação do hormônio Adrenalina, sendo eternos adeptos ao dito popular “proibido é mais gostoso”, pois incitam alto nível de prazer e excitação decorrente do fascínio pela inovação sexual, o viver perigosamente, experimentar o desconhecido, a possibilidade de ser descoberto a qualquer momento.

Todo lugar é lugar?

Não, vale ressaltar que sexo em lugar público é crime e a pessoa que prática pode ter que vir a responder por crime de ato obsceno.

entrar na fantasia com desconhecido

Vale entrar na fantasia de transar com um desconhecido?

Quem decide transar com um desconhecido, deve ter a clareza de qual o objetivo, o que o indivíduo está buscando quando entra na fantasia, se este ato condiz com seus valores, avaliar atentamente os prós e contras.
Na decisão de transar com um desconhecido está implícito o comportamento de assumir todas as consequências deste ato sejam positivas ou negativas.

Existe limite? Qual?

Sim, é importante observar quando o comportamento do sexo em lugares públicos se torna uma obsessão a ponto de não conseguirem parar com este comportamento.
Na obsessão poderá acontecer de casais não mais conseguir ter relações sexuais prazeirosas em locais reservados ou quando tem não encontrarem excitação sexual nestes locais.
Alguns níveis de obsessão só são possíveis tratamentos com medicação e terapia.

Vale encarar uma transa em público


Vale encarar uma transa em público? 


Devem ser avaliados os riscos implícitos como: ser prazeroso para ambos e respeitar o limite de cada membro do casal, aliado ao fato de que este ato pode ser configurado crime.

Quais lugares inusitados que são ideias para o "sexo público"?

Depende de cada membro do casal e suas expectativas.

segurança no sexo em publico

O que levar em consideração em questão de segurança?

Segurança quanto à integridade física do casal: indispensável o uso de métodos contraceptivos e de doenças sexualmente transmissíveis.
Segurança emocional: imprescindível maturidade emocional para tal prática, exemplificando: auto estima, consciência plena de si mesmo (a) e do (a) parceiro (a), integridade moral.


Dê um conselho para sexo em lugares públicos.


Estar condizente com os valores dos membros do casal e da relação, de modo a assumir responsabilidades emocionais e de integridade física para ambos.

Selma Alves da Silva 
Psicóloga
CRP 06/95648



Selma Alves da Silva - Psicóloga CRP 06/95648
Atende à adulto à idoso. Casal. Família. Psicoterapia Cognitivo Comportamental.
Depressão e demais transtornos de humor. Ansiedade. Síndrome do pânico.Terapia Breve para casais. Psicopatologia. Fobia. Relacionamento. Transtorno alimentar e obesidade. Coaching. Sexologia – disfunções sexuais. Transtornos de personalidade. Habilidades Sociais. Teste vocacional. Supervisão à psicólogos.







Informações e valores com psicoterapeuta Aqui
Escolha seu psicólogo Aqui
Agende sua consulta com psicólogo Aqui

Troca de casais / casas de swing – Opinião de uma psicóloga



Entrevista cedida pela psicóloga Selma Alves para revista Glamour 

troca de casais opinião de uma psicologa

Quando um casal está preparado para frequentar uma casa de swing?


Quando já foi intensamente conversado a decisão de frequentar casas de swing, quando o desejo é de ambos, já foram acordadas as regras, limites e todas as fantasias de forma transparente e principalmente se é desejo do casal tal prática, se for desejo apenas de um poderão surgir vários problemas.

O que é importante para as mulheres, que geralmente sofrem com repressão sexual, precisam saber sobre a prática do swing antes de topar qualquer troca?

A base do problema está no sofrimento, pois é possível passar por repressão sexual e não sofrer com isso.
A mulher que sofre com a repressão sexual, normalmente não tem seus valores e crenças bem elaboradas e definidas, e normalmente observa-se impactos na auto estima, na autonomia e liberdade para decidir o que quer para si própria independente da opinião alheia.
É importante que a mulher esteja bem consigo mesma, antes de decidir se disponibilizar a uma relação de entrega sexual com diversos parceiros, a consequência disto poderá ser diversos traumas.

mulheres que sofrem com repressão em troca de casais

Como escolher o outro casal? O que levar em conta?

Este também é um critério que deve fazer parte da conversa do casal antes da prática do swing.
O outro casal e/ou outros parceiros deverão ser escolhidos mediante critérios aceitáveis e concordância de ambos os membros do casal.

Como se preparar para ir pela primeira vez a uma casa de swing?

Conversar sobre:
-  status da relação, normalmente o casal procura este “estilo de relação” para apimentar, trazer novas emoções e novidades para a relação que está se desgastando, e neste caso a decisão pelo swing poderá ter efeito contrário, ou seja, piorar ainda mais a situação,
- os membros estarem de acordo com a decisão, espera-se aqui que nenhum dos membros decidam ir pela primeira vez como o objetivo de atender à pressão do parceiro,
- conversarem quando irão, qual o comportamento a ser adotado no local quando um dos dois não aceitarem determinada situação, o que será aceito e o que não será aceito, qual o critério de escolha dos demais parceiros, e outros aspectos já conhecidos pelo estilo do casal.

Ciumes na troca de casais

E se pintar ciúme?

Alguns casais tem utilizado esta forma de relacionamento sexual para apimentar a relação e dar novas emoções, o que no parceiro ciumento já poderá deflagrar uma “guerra declarada”.
O ciúme também deve ser um medidor na decisão de optar pela prática do swing e ambos os membros do casal deverá se auto avaliar para observar o que será suportável, assim como a atitude a ser tomada pelo casal se no local do swing venha a surgir o sentimento de ciúme.

Como garantir a segurança na hora de fazer a troca?

(Obs. Não entendi que tipo de segurança)
Segurança quanto à integridade física do casal: indispensável o uso de métodos contraceptivos e de doenças sexualmente transmissíveis.
Segurança emocional: imprescindível maturidade emocional para tal prática, exemplificando: auto estima, consciência plena de si mesmo (a) e do (a) parceiro (a), facilidade em relacionar-se com alguém sem risco de vínculo emocional.

garantir a segurança na troca de casais

E se o homem não gostar da experiência, mas a mulher sim. O casal deve insistir?

Tenho visto em consultório tamanha consequência da decisão pelo swing/troca de casais pelo sentimento velado de arrependimento, não tolerância em ver o parceiro (a) com outra pessoa.
Na maior parte destes casos, insistir nesta prática pode significar expor o parceiro a uma forte violência emocional além de fazer surgir ou intensificar problemas já existentes na relação.

Que tipo de regras o casal deve ter para praticar swing?

Cada casal tem sua funcionalidade, afinidade e valores. É importante que o casal estabeleça as regras que sejam congruentes com estes aspectos.

regras para praticar swing

Como escolher a casa ideal para ir pela primeira vez?

Através de pesquisas no site para visualização do local, contato com os representantes da casa a fim de saber sistema interno e suas funcionalidades.
Atualmente, estes estabelecimentos possibilitam ao casal iniciante apenas observarem, sendo também uma opção para decisão quanto à participação ativa.

E se, no meio da prática, um dos parceiros não se sentir bem com a experiência?

Ter maturidade para identificar e assumir o momento e a decisão de parar, se colocar como ser prioritário de toda a relação independente da resposta comportamental do parceiro no momento.
Este também é um critério a ser acordado no momento da decisão pela iniciação do swing. Diz respeito à própria individualidade.

Conselhos para casais iniciantes no swing

Dê um conselho para casais iniciantes no swing.

Decidir pelo Swing como uma tentativa desesperada de inserir novidade à relação, ou como uma forma “honesta” de realizar as fantasias é uma opção, mas não a decisão ideal se houverem lacunas na relação a dois.
No entanto, a decisão pela prática do swing leva pessoas com sequelas emocionais a procurarem a psicoterapia objetivando de refazerem das consequências da decisão.
É importante observar há diversas outras opções para apimentar uma relação.




Selma Alves da Silva 
Psicóloga
CRP 06/95648



psicologa selmaSelma Alves da Silva - Psicóloga CRP 06/95648
Atende à adulto à idoso. Casal. Família. Psicoterapia Cognitivo Comportamental.
Depressão e demais transtornos de humor. Ansiedade. Síndrome do pânico.Terapia Breve para casais. Psicopatologia. Fobia. Relacionamento. Transtorno alimentar e obesidade. Coaching. Sexologia – disfunções sexuais. Transtornos de personalidade. Habilidades Sociais. Teste vocacional. Supervisão à psicólogos.






Informações e valores com psicoterapeuta Aqui
Escolha seu psicólogo Aqui
Agende sua consulta com psicólogo Aqui