Histeria - Com vídeo





Histeria

- O termo tem origem no termo médico grego hysterikos, que se referia a uma suposta condição médica das mulheres, causada por perturbações no útero, hystera em grego. O termo histeria foi utilizado por Hipócrates, que pensava que a causa da histeria fosse um movimento irregular de sangue do útero para o cérebro.
- Na Idade Média a Histeria passou a ser definida como possessão pelo demônio.
- Segundo a Psicanálise é uma neurose complexa caracterizada pela instabilidade emocional. Os conflitos interiores manifestam-se em sintomas físicos, como por exemplo, paralisia, cegueira, surdez, etc. Pessoas histéricas frequentemente perdem o autocontrole devido a um pânico extremo. Foi intensamente estudada por Charcot e Freud.
- Freud ficou intrigado com o fato de que a Histeria, embora não demonstrasse nenhuma perturbação neurológica orgânica, não se caracterizava como fingimento e ainda o fato da Histeria não se apresentar somente em mulheres.
- Freud e Breuer apresentaram três pontos fundamentais da Histeria: os sintomas histéricos faziam sentido; existia um trauma que causara a doença, que tinha ligação com impulsos libidinais que haviam sido reprimidos; a lembrança desse trauma e sua catarse era o caminho para a cura.

Sintomas clássicos das manifestações histéricas 

Sensação de sufocação, tosse , acessos dramáticos, paralisia dos membros, desmaios, incapacidades repentinas de falar, perda de audição, esquecimento de língua materna, vômitos persistentes e incapacidade de ingerir alimentos.  a histeria se modifica conforme o contexto sócio-cultural vigente em cada época.

- No senso comum chamam de histéricos as pessoas fora de controle emocional com comportamentos agressivos ou falando alto, com gestos fortes.

Personalidade Histriônica (traços histéricos)

-         Sente desconforto nas situações nas quais não é o centro das atenções.
-         A interação com os outros é inadequado, sexualmente provocante ou sedutor.
-         Mudanças rápidas e superficialidade das emoções.
-         Usa a aparência física para chamar a atenção.
-         Estilo de discurso impressionista.
-         Dramatização, teatralidade e expressão emocional exagerada.
-         Facilmente influenciado pelos outros.
-          Considera os relacionamentos mais íntimos do que realmente são.

Inscreva-se em nosso canal do Youtybe clicando aqui http://goo.gl/32B3B6

Para mais informações:
Site http://www.marisapsicologa.com.br
Blog: http://blog.opsicologo.com.br/
Facebook https://www.facebook.com/psicologoemsaopaulo
Instagram https://www.instagram.com/psicologoemsaopaulo/

Para ver o perfil dos psicólogos desta equipe:
http://www.marisapsicologa.com.br/psicologos-em-sao-paulo.html

Para obter informações sobre consultas ou agendar consultas acesse http://www.marisapsicologa.com.br/fale-comigo.html
contato@marisapsicologa.com.br
F: 11 3262-0621
WhatsApp 11 99787-4512 (só para agendar consultas e informações referente consultas)
Rua Bela Cintra, 968 (prox Av Paulista -  Metrôs Consolação e Paulista)
Rua Frei Caneca, 33 (Consolação, prox ao centro)

Este vídeo no Youtube: https://youtu.be/KLhKMvbts5o



Marisa de Abreu Alves

2 comentários:

  1. Adorei seus vídeos! Ótimo conteúdo. Estou seguindo.
    brunamoraespsicologa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Bruna. É um otimo incentivo

    ResponderExcluir

Seus comentários são bem vindos: